Órtese Tübingen de abdução do quadril

Se seu bebê foi diagnosticado com uma displasia do quadril, em que há um atraso na maturação do acetábulo, seu médico lhe informará sobre métodos de tratamento adequados e os períodos de tratamento.
A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril segundo o Prof. Dr. Bernau cria as melhores condições para que a articulação do quadril de seu filho/a mature por completo e sem problemas. A posição mais favorável do quadril para a pós-maturação, nesse caso, é a "posição de cócoras". É a mesma posição que o bebê assume antes do nascimento, dentro do útero materno. Por meio da tala, as articulações do quadril de seu bebê são flexionadas em um ângulo acima de 90° e levemente abduzidas. Mesmo que, em um primeiro momento, essa posição possa parecer incomum, ela é apenas uma extensão da fase pré-natal. Desse modo, os quadris do seu bebê podem maturar nas mesmas condições favoráveis como as do útero materno.

Áreas de ajuste e de fechamento

Os elementos vermelhos de ajuste e de fechamento das talas na região das alças do ombro e na haste espaçadora inferior só devem ser manuseadas por seu médico ou técnico ortopédico. Caso você os altere sem querer, entre em contato com um deles.

Alças do ombro de formato anatômico

As alças do ombro de formato anatômico da órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril são almofadadas e fáceis de colocar graças ao fecho de velcro. As almofadas podem ser retiradas para lavar.

Cordões de contas individualmente ajustáveis 

As contas coloridas nos cordões à esquerda e à direita do fecho com a lagartinha servem como orientação, para você poder encontrar novamente o ajuste marcado pelo médico com facilidade.

Concha de coxa com haste espaçadora

A concha de coxa em conjunto com as alças do ombro mantêm a posição de cócoras, na qual a articulação do quadril pode maturar devidamente. Os elementos vermelhos são ajustados pelo médico. Os pais estão desautorizados a mexer neles.

Elementos de plástico fácil de limpar

A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril é fabricada toda de plástico e, por isso, fácil de limpar. Todos os elementos de tecido podem ser retirados e lavados. Juntamente com a órtese são fornecidos fechos de velcro de reposição.

28L10 - Membros inferiores

Órtese Tübingen de abdução do quadril

Pós-maturação segura dos quadris do seu bebê

Se seu bebê foi diagnosticado com uma displasia do quadril, em que há um atraso na maturação do acetábulo, seu médico lhe informará sobre métodos de tratamento adequados e os períodos de tratamento.
A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril segundo o Prof. Dr. Bernau cria as melhores condições para que a articulação do quadril de seu filho/a mature por completo e sem problemas. A posição mais favorável do quadril para a pós-maturação, nesse caso, é a "posição de cócoras". É a mesma posição que o bebê assume antes do nascimento, dentro do útero materno. Por meio da tala, as articulações do quadril de seu bebê são flexionadas em um ângulo acima de 90° e levemente abduzidas. Mesmo que, em um primeiro momento, essa posição possa parecer incomum, ela é apenas uma extensão da fase pré-natal. Desse modo, os quadris do seu bebê podem maturar nas mesmas condições favoráveis como as do útero materno.

CondiçõesDisplasia de quadril
Para utilizadorcrianças
AplicaçõesÓrteses e suportes/ (OTS)

Órtese Tübingen de abdução do quadril

Se seu bebê foi diagnosticado com uma displasia do quadril, em que há um atraso na maturação do acetábulo, seu médico lhe informará sobre métodos de tratamento adequados e os períodos de tratamento.
A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril segundo o Prof. Dr. Bernau cria as melhores condições para que a articulação do quadril de seu filho/a mature por completo e sem problemas. A posição mais favorável do quadril para a pós-maturação, nesse caso, é a "posição de cócoras". É a mesma posição que o bebê assume antes do nascimento, dentro do útero materno. Por meio da tala, as articulações do quadril de seu bebê são flexionadas em um ângulo acima de 90° e levemente abduzidas. Mesmo que, em um primeiro momento, essa posição possa parecer incomum, ela é apenas uma extensão da fase pré-natal. Desse modo, os quadris do seu bebê podem maturar nas mesmas condições favoráveis como as do útero materno.

Áreas de ajuste e de fechamento

Os elementos vermelhos de ajuste e de fechamento das talas na região das alças do ombro e na haste espaçadora inferior só devem ser manuseadas por seu médico ou técnico ortopédico. Caso você os altere sem querer, entre em contato com um deles.

Alças do ombro de formato anatômico

As alças do ombro de formato anatômico da órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril são almofadadas e fáceis de colocar graças ao fecho de velcro. As almofadas podem ser retiradas para lavar.

Cordões de contas individualmente ajustáveis 

As contas coloridas nos cordões à esquerda e à direita do fecho com a lagartinha servem como orientação, para você poder encontrar novamente o ajuste marcado pelo médico com facilidade.

Concha de coxa com haste espaçadora

A concha de coxa em conjunto com as alças do ombro mantêm a posição de cócoras, na qual a articulação do quadril pode maturar devidamente. Os elementos vermelhos são ajustados pelo médico. Os pais estão desautorizados a mexer neles.

Elementos de plástico fácil de limpar

A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril é fabricada toda de plástico e, por isso, fácil de limpar. Todos os elementos de tecido podem ser retirados e lavados. Juntamente com a órtese são fornecidos fechos de velcro de reposição.

Todas as vantagens em um relance

Órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril – mover-se com segurança, crescer naturalmente

Dr. Lorenz entrega Tilda com a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril para sua mãe
Tratamento comprovado

A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril é empregada há mais de 30 anos para o tratamento de displasia do quadril. Ela é de longe a órtese mais utilizada na Alemanha. Sua eficácia é cientificamente comprovada. 

Tilda dorme nos braços de sua mãe, enquanto usa a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril
Adaptada ao dia a dia

No bebê conforto, na cadeirinha infantil ou durante a natação para bebês: a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril é concebida de maneira a poder ser utilizada em todo lugar e a toda hora, sem complicações. Ela é completamente lavável e resistente até mesmo à água salgada, o que faz dela a companheira fiel de seu bebê, inclusive para os primeiros banhos de mar.

Tilda utiliza a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril e está nos braços de sua mãe
Postura natural

A posição que seu bebê assume com a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril lhe é muito familiar. Esta já era a posição preferida dele dentro do útero. Normalmente, ela garante a maturação perfeita da articulação do quadril. Se esta não ocorreu como deveria, a órtese corrige o problema após o nascimento. 

A órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril sendo colocada.
Muito fácil de usar

Durante a primeira adaptação da órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril, seu médico irá esclarecer exatamente como a órtese atua para corrigir a displasia do quadril e como você deve colocá-la. Para isso, só é preciso acionar o fecho de velcro e as presilhas brancas. Dentro de pouco tempo, colocar a órtese se torna algo tão habitual quanto trocar a fralda.

Tilda utiliza a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril e está deitada no trocador
Habituação rápida 

No início, é comum os bebês não aceitarem seu novo companheiro. Nos primeiros dias, eles podem chorar com mais frequência e parecer insatisfeitos. Mas após alguns dias, seu bebê já terá se acostumado com a órtese. Se ele resistir por muito tempo, converse com seu médico.

Experiência do utilizador

Podemos superar isso

Tilda com a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril

Tilda tem displasia do quadril e utiliza a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril. Sua mãe, Steffi, e seu médico, Dr. Lorenz, falam da sua experiência com a órtese.
Modo de funcionamento

Desenvolvimento do quadril mais rápido através da abdução controlada da perna

O que é displasia do quadril?

Com uma posição desfavorável no útero materno, as articulações de quadril de alguns bebês não se desenvolvem da maneira ideal. O que pode fazer com que o teto acetabular não seja ossificado suficientemente ou que a cavidade articular apresente um formato muito plano. Como consequência disso, a cabeça articular do fêmur não pode encaixar corretamente na cavidade articular.

Geralmente, a displasia do quadril é diagnosticada através de uma sonografia (exame de ultrassom). Se for diagnosticada, deve-se agir rápido. Pois quanto antes o transtorno de desenvolvimento for tratado, melhor é o processo de cura. É aqui que entra a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril. Ao utilizar a órtese, os bebês assumem uma posição que estimula o processo de maturação natural da articulação. O quadril pode se desenvolver e a probabilidade de danos posteriores, como a artrose numa idade adulta jovem, é reduzida.

Para a familiarização é preciso ser consequente!

Caros pais, vale a pena ser rigoroso! Principalmente quando se trata de seu filho. Se você não colocar a órtese da maneira como foi prescrita pelo médico, pode acontecer que uma ou as duas cabeças do fêmur escorreguem para fora da cavidade articular. Uma terapia insuficiente de um transtorno de desenvolvimento do quadril pode causar o desgaste prematuro da cartilagem e, consequentemente, levar a uma artrose na idade adulta jovem. Muitas vezes, isso resulta posteriormente em uma operação de quadril." Dr. med. Heiko Lorenz, ortopedista pediátrico do Centro médico universitário de Goettingen

Desde o final dos anos 80, mais de 250 mil bebês no mundo todo já utilizaram a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril. Inúmeros estudos comprovam os excelentes resultados de cura. Se a órtese for utilizada de modo consequente, o quadril pode se desenvolver normalmente. Quanto mais consequente você for, mais você irá facilitar para seu bebê.

Terapia para displasia do quadril

Com a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril contra displasia do quadril, as articulações do quadril de seu bebê são flexionadas em um ângulo acima de 90° e as perninhas se encontram em uma posição abduzida de aprox. 30 a 45°. Seu médico acompanha o processo de cura pelos exames de ultrassonografia regulares (a cada seis semanas aproximadamente). Ele mede o ângulo entre a cabeça da articulação e a cavidade articular, verifica a forma atual da cavidade articular e a posição da cabeça do fêmur. Com base nesses exames, ele pode determinar quando e quantas vezes a órtese precisa ser reajustada. Quando os valores do quadril estiverem dentro da faixa normal (normalmente entre seis e oito semanas), será iniciado o processo de descontinuação. Isso quer dizer que o médico irá desacostumar seu bebê lentamente do uso da órtese. Começando por deixar de usar durante o dia e só usar durante a noite. O médico é quem decide a partir de quando a órtese pode ser totalmente dispensada. Em seguida, é realizado um exame de encerramento, geralmente um raio X da pelve.

Especificações

Informações de produto

CondiçõesDisplasia de quadril
Para utilizadorcrianças
AplicaçõesÓrteses e suportes/ (OTS)
FabricaçãoConfeccionada
MaterialPlástico

Arquivo do produto

Número de artigoTamanhoRecém-nascido
28L10=SSaprox. 1 mês
28L10=MMaprox. 2-5 meses
28L10=LLaprox. 6-12 meses
Downloads

Documentos

Instruções de utilização
Instruções de utilização

647G1108=ALL_INT

Instructions for use | 29L106
Instruções de utilização

647G582=ALL_INT

Instruções de utilização (pessoal técnico) | 28L10 Órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril
Declaração de conformidade
Declaração de conformidade

4164799

Declaration of Conformity for 28L10
 Declaração de conformidade
FAQS

Respostas às suas perguntas

Demora muito até que meu bebê se acostume com a órtese?

A maioria dos bebês se acostuma muito rápido à nova situação (1 a 2 dias). Alguns bebês precisam de mais tempo e demonstram seu descontentamento. Se o seu bebê resistir à órtese por muito tempo, você deve procurar o seu médico para que ela seja controlada.

O exame de ultrassonografia pode prejudicar o meu bebê? 

O exame de ultrassonografia é realizado sem nenhuma exposição à radiação, é indolor e, atualmente, um exame de rotina.

Meu bebê deve usar a órtese durante todo o dia e toda a noite?

Normalmente, a órtese de abdução do quadril deve ser utilizada dia e noite, cerca de 23 horas (só tirando para trocar a fralda e dar banho).

A órtese limita a liberdade de movimento?

Não. O desenvolvimento motor de seu bebê, por exemplo ao aprender a se virar, não sofrerá atraso em relação às outras crianças.

O meu bebê deve ficar com a órtese ao ser pesado. Qual o peso da órtese?

O peso da órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril é de 147 g no tamanho pequeno, 177 g no tamanho médio e 219 g no tamanho grande.

Posso transportar meu bebê usando a órtese no assento para carro?

Sim, isso não é nenhum problema nos assentos infantis atuais. Só tome cuidado para que o cinto passe por baixo da haste espaçadora.

Posso pegar meu bebê usando a órtese no colo?

Claro! Não é preciso se preocupar com nada nem para os momentos de ternura ou qualquer outra situação. 

Meu bebê pode entrar na água usando a órtese?

Sim. O plástico é resistente até à água salgada. Seu bebê pode brincar na água durante as férias sem problema algum. As capas atoalhadas e os fechos de velcro também foram concebidos para o contato com a água, mas precisam ser lavados após o contato com a água salgada.

Posso utilizar um carregador para meu bebê usando a órtese? 

Sim. Assim como a órtese Tübingen de abdução e flexão do quadril, os carregadores para bebês simulam a posição natural dos bebês. Portanto, deixe seu bebê com a órtese ao utilizar o carregador para bebês.

A órtese pode ser utilizada diretamente sobre a pele?

Em princípio, a órtese é mais confortável sobre a roupa. Com uma roupa leve, por ex., em dias quentes, você pode utilizar capas de tecido para as talas da perna, que são adquiridas em uma casa ortopédica. Você deve vestir seu bebê com ao menos um body ou uma camiseta por baixo.

Por quanto tempo meu bebê precisa usar a órtese?

Quando os valores medidos do quadril estiverem dentro da faixa normal, será iniciado o processo de descontinuação. Isso quer dizer que o médico irá desacostumar seu bebê lentamente do uso da órtese. Começando por deixar de usar durante o dia e só usar durante a noite. O médico é quem decide a partir de quando a órtese pode ser totalmente dispensada.

Quais são os sintomas típicos da displasia do quadril?

É comum que crianças com displasia do quadril só consigam afastar as pernas de maneira limitada. No caso de displasia do quadril unilateral, o sulco genital ou glúteo pode estar levemente deslocado. Entretanto, pessoas leigas têm dificuldade em detectar a má formação. Por isso, na Alemanha é realizada uma ultrassonografia de rotina em bebês para examinar a articulação do quadril.